Encerram a 20/2 as candidaturas aos prémios RU
banner AEG728x90
Versão para impressão
PDF

Encerram a 20/2 as candidaturas aos prémios RU

on .

diggdiggfacebookfacebooktwittertwitter

premio-RH

Candidaturas ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2015 encerram dia 20 de Fevereiro

O Prémio dirige-se a todos os projetos de reabilitação urbana em Portugal, quer públicos quer privados, em edificado ou espaço público, que foram concluídos entre 1 de janeiro de 2013 e 31 de dezembro de 2014, possuindo a respetiva licença de habitabilidade emitida nessas datas, desde que não tenham sido candidatos em edições anteriores deste Prémio. Qualquer entidade com intervenção poderá apresentar a candidatura, bastando que seja acompanhada de uma autorização formal dos respetivos proprietários. Todos os interessados podem submeter a sua candidatura no site do Prémio.
Os vencedores serão anunciados a 15 de abril, numa cerimónia pública que terá lugar no Palácio Nacional de Queluz, no âmbito da agenda da II Semana da Reabilitação Urbana Lisboa.
Finda esta 1ª fase, a organização da iniciativa irá proceder à validação das candidaturas submetidas tendo em conta a sua adequação ao regulamento, anunciando a 27 de fevereiro as candidaturas aceites e que poderão apresentar a documentação completa do respetivo projeto. Esta 2ª fase termina a 16 de março. Os projetos serão posteriormente analisados pelo corpo de jurados, que decidirá sobre as melhores intervenções em cada categoria. O Júri é constituído nesta edição pelos arquitetos João Pedro Falcão Campos, João Carlos Santos, pelo economista Augusto Mateus, e pelos engenheiros Manuel Joaquim Reis Campos e Vasco Peixoto de Freitas.
Nas duas primeiras edições, este Prémio recebeu um total acumulado de cerca de 90 projetos concorrentes, registando um crescimento de 30% entre a primeira e segunda edições. Para este ano, que assinala a terceira edição da iniciativa, a organização mantém as expectativas elevadas.
O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana distingue anualmente os melhores projetos de reabilitação urbana desenvolvidos em Portugal, premiando intervenções nas categorias de habitação, comércio & serviços, turismo e impacto social, além do melhor projeto localizado na cidade anfitriã do Prémio, que este ano volta a ser Lisboa. Recebem ainda menções honrosas a Melhor Reabilitação Inferior a 1.000 m², a Melhor Intervenção de Restauro e Melhor Solução de Eficiência Energética.
Uma organização conjunta da Vida Imobiliária e da Promevi, com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana recebe este ano pela primeira vez o Alto Patrocínio do Governo de Portugal, através da Secretaria de Estado do Ordenamento do Território e Conservação da Natureza. Em termos institucionais são também estreias os apoios da Ordem dos Arquitectos e da União das Misericórdias Portuguesas, que se juntam assim ao InCi, AHP e CPCI. No âmbito empresarial, apoiam o Prémio com patrocínios Platina, a Schmitt+Sohn, a Aguirre Newman, a ADENE e a Caixa Geral de Depósitos, e com patrocínios Ouro a Revigrés e a Sanitana. O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2015 tem como Jornal Oficial o “Público”. A Luz e Som é parceira no apoio cenográfico.

Ver mais detalhes aqui

 

Fonte: Vida Imobiliária