Um bilião de euros de Investimento imobiliário
banner AEG728x90
Versão para impressão
PDF

Um bilião de euros de Investimento imobiliário

on .

diggdiggfacebookfacebooktwittertwitter

investimento-imobiliario

Investimento imobiliário em Portugal deverá superar os mil milhões de euros em 2015

A Cushman & Wakefield (C&W) estima que o investimento imobiliário ultrapasse os mil milhões de euros este ano, muito alimentado pelo interesse de fundos internacionais.

Na apresentação do relatório "Marketbeat Primavera 2015", Eric van Leuven, diretor da C&W em Portugal, citado pelo Diário Económico, disse que "o mercado de investimento imobiliário duplicou de valor em 2014 e existe a possibilidade de novo recorde em 2015. Acredito que vamos passar a barreira dos mil milhões de euros".

O consultor relembrou que a última vez que este valor foi alcançado foi em 2007, tendo o investimento imobiliário atingido 1,2 mil milhões de euros. Tal como aconteceu este ano, Eric van Leuven acredita que os 'private equity funds' vão manter o interesse nos activos imobiliários em Portugal.

"Os fundos internacionais estão muito ativos e espera-se que este interesse se mantenha. Neste momento, a C&W tem em mãos seis operações que envolvem 'private equity funds'", sublinha o consultor, de acordo com o jornal.

Muitos destes fundos investiam em Espanha mas começaram a olhar para Portugal.

Em 2014, segundo a consultora imobiliária, o investimento ascendeu a 704 milhões de euros, representado mais do dobro do transaccionado em 2013.

De acordo com o relatório, "estes volumes excedem igualmente a média anual do volume de investimento nos últimos dez anos, próxima dos 600 milhões de euros".

A contribuir para esta performance estiveram os investidores estrangeiros, que representaram 86% do capital investido e 76% do número de negócios.

O maior negócio do ano passado foi a aquisição à ESAF de um portfólio de activos de logística e retalho, com um valor acima dos 200 milhões de euros, pelos americanos Blackstone. Os outros dois grandes negócios do ano foram a venda do Freeport Alcochete à VIA outlets e aquisição do Alegro Alfragide por parte da Alaska Permanent Fund Corporation.

 

Fonte: Idealista News